segunda-feira, 7 de novembro de 2011

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Dia 21/09/2011 (Quarta-feira) - de Donauwörth à Frankfurt

Hoje tínhamos 330kms para rodar até Frankfurt então o negócio era fazer o tempo render, utilizando preferencialmente as auto-estradas e autobahns. Como fazia sempre, traçei a rota no GPS para Frankfurt na noite anterior, então as 10:15hs, após tomarmos o café da manhã, começamos a viagem de volta.

Começamos pela B25 aonde rodamos por cerca de 1 hora quando chegamos na cidade de Dinkelsbühl. Infelizmente não paramos nesta cidade mas deu para ver durante nosso passagem por ela que este é um local que merece uma visita mais detalhada, senão um pernoite.

As 12:50hs chegamos na cidade de Marktbreit, onde entramos, paramos e fizemos um passeio a pé pela parte antiga da cidade. As fotos abaixo dão uma idéia do que a cidade oferece para quem quer conhece-la uma pouco mais - é outra cidade que merece mais do que uma rápida passagem, infelizmente nosso tempo estava se tornando escasso então seguimos viagem, pois precisava entregar a moto em Frankfurt até o fim da tarde.

Fizemos então nossa última parada, de apenas 20min. para descanso, em uma pequena vila chamada Dertingen, que fica a uns 70kms de Frankfurt, nem chegamos a tirar fotos no local. Nesta pequena vila tem um "outlet" que voltamos dias depois, de carro, e que vale a pena pois lá tem lojas com preços de fábrica de roupas e acessórios de várias marcas: Timberland, Nike, Levis, Adidas, Rebook...etc.

Chegamos finalmente em Frankfurt as 15:10hs, mas antes de entregar a moto  ainda tínhasmos que almoçar e descarregar nossa bagagem. Feito isto, me dirigí então à na Allround Motorcycle Renting Germany onde cheguei as 17:50 encerrando assim este passeio de uma semana.

Nossa viagem continuou por mais 2 semanas de trem para Holanda e Bélgica porém o objetivo deste blog é relatar apenas minhas viagens de moto.

Publicarei em um próximo "post" alguns links que me ajudaram bastante em organizar este passeio de moto, tendo em vista que eu nunca havia dirigido por estradas européias e que podem ser úteis a alguém que queira fazer algo parecido.


Donauwörth a Frankfurt (Germany)


EveryTrail - Find trail maps for California and beyond

Pousada em Donauwörth.

Preparando para saída - Donauwörth.


Saindo de Donauwörth.


Vila de Wallerstein.


Marktbreit.


Marktbreit.


Marktbreit.


Marktbreit.


Marktbreit.


Marktbreit.


Marktbreit.


Marktbreit.


Marktbreit.


Marktbreit.


Marktbreit.


Marktbreit.


Marktbreit.


Vista de Marktbreit.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Dia 20/09/2011 (Terça-feira) - de Lechaschau (Austria) à Donauwörth (Alemanha)

Acordei e pensei: amanhã tenho que entregar a moto e estamos a quase 500 kms de Frankfurt então hoje vou rodar, se possível, só por estradas secundárias e no último dia eu dou um gás pelas auto-estradas e autobahns. Tomamos um belo café da manhã no Hotel Goldene Rose, com direito a vista para os Alpes  e as 10:40hs saimos do hotel. As 10:55hs cruzamos a fronteira entrando novamente na Alemanha. Não tínhamos muitas referências sobre o que ver nas cidades que passaríamos ao longo do trajeto deste dia, então o negócio era rodar e curtir a paisagem. Mal nós sabíamos que o trajeto deste dia estava sendo feito pela famosa Rota Romântica ou Romantische Straße para os alemães.

As 11:00hs, avistamos a nossa direita um lago (Lago Forggensee) e a esquerda várias pequenas vilas. Em algumas destas vilas a rodovia passava dentro delas, já em outras apenas avistávamos o pequeno conglomerado de casas e a torre de uma igreja, isto tudo cercado por campos bem verdes.

Paramos as 13:10 na cidade de Augsburg e com a ajuda do GPS procuramos um Mac Donalds pois queríamos comer e conectar na internet para fazer reserva em algum hotel na cidade de Donauwörth, pois a maratona em busca de hotéis no dia anterior havia nos deixado ressabiados. No Mac Donalds de Augsburg nao conseguimos internet wireless free, tinha mas era paga, então o negócio foi comer e arriscar achar um hotel com vaga no nosso destino.

As 14:00hs estávamos na estrada novamente e um pouquinho mais adiante, na mesma cidade ainda, paramos em uma loja Ikea para a Carine fazer compras. Compras feitas, rodamos mais uns 40 minutos e chegamos na cidade de Donauwörth, as 16:30hs.

Mais uma vez começamos a encontrar os hotéis lotados, segundo nos informaram, por causa da Oktoberfest que estava acontecendo em Munique e  ficava a apenas 100km de distância. Depois de procurar um pouco encontramos vaga (a última) no Gasthof Goldener Hirsch, uma pousada bem no centro da cidade. Na verdade o "quarto" em que ficamos era um apartamento com 3 ou 4 peças localizado no sótão da pousada, só não tinha cozinha - pagamos ¢60,00 com café da manhã e garagem fechada para a moto.

Depois de instalados saimos para andar pelo centro da cidade e paramos para beber algo e comer uma pizza no Café Raffaello Donauwörth cujo dono, um italiano, ficava gritando o tempo todo com os garçons e cozinheiros o que chegava a chamar a atenção dos clientes, chegava a ser cômico.

Coordenadas do Gasthof Goldener Hirsch: N48 43.161 E10 46.655


Lechaschau (Austria) a Donauwörth (Germany)


EveryTrail - Find hiking trails in California and beyond

Vista do quarto do hotel em Lechaschau (Austria).


Lago Forggensee.


Vila de Rosshaupten.


Vila de Stötten Am Auerberg.


Vila de Grosskitzighofen


Vila de Grosskitzighofen.


Vila de Grosskitzighofen.


Chegando em Donauwörth.


Donauwörth.


Donauwörth.


Fim de tarde no Café Raffaello Donauwörth.

Dia 19/09/2011 (Segunda-feira) - de Bach à Lechaschau (Austria)

Acordei ás 08:00 e ao abrir a cortina do quarto nos deparamos com as montanhas perto do hotel cobertas de neve, ou seja, havia nevado durante toda noite e continuava nevando nos pontos mais altos dos Alpes.
Tomamos café da manhã e as 10:55hs, ainda abaixo de chuva, seguimos viagem. Nossa intenção neste dia era pernoitar na cidade de Hohenschwangau, a fim de visitarmos o famoso Castelo de Neuschwanstein .

Mal saimos do hotel e a chuva começou a ficar "estranha", os pingos meio que flutuavam, pareciam mais leves do que o normal, chegamos a pensar que iria nevar enquanto eu abastecia a moto porém creio que pela altitude isto não aconteceu alí, pois já estávamos descendo os Alpes.

Foi então que logo após abastecer avistei uma pequena estrada asfaltada que ia em direção à parte mais alta das montanhas, não tive dúvidas: peguei aquela estrada que já começava com uma subida bem íngreme. Rodamos 4kms e logo após a passagem de um túnel a neve começou a cair,  primeiro timidamente,  depois aumentou de intensidade e em instantes tudo a nossa volta ficou completamente tingido de branco. Estávamos a 1835mts de altitude e fazia um frio de "congelar o ranho". 

Após parararmos para filmar e tirar fotos, seguimos pela mesma estrada tendo que seguidamente limpar a viseira do capacete pois os flocos de neve se acumulavam dificultando a visão, assim como na bolha (parabrisa) da moto. Chegamos então a uma pequena vila, chamada Boden (coordenadas N47 17.018 E10 36.297) onde encontramos um aconchegante hotel/restaurante e ficamos por cerca de uma hora e meia tomando um úisque, almoçando e tirando algumas fotos, enquanto a neve continuava a cair lá fora.

Voltamos para a estrada ás 14:10hs, quando a neve já havia parado de cair e nos dirigimos então para a cidade de Hohenschwangau, a fim de nos hospedarmos e visitar o Castelo de Neuschwanstein. Um pouco antes da fronteira com a Alemanha, a neve voltou com bastante intensidade por mais alguns kms. 

Paramos na cidade de Berwang para comprar algum souvenir daquela região da Áustria (Tirol) e seguimos viagem em direção a Alemanha. Cruzamos a fronteira sem parar e chegamos então na cidade de Hohenschwangau as 16:55hs. Lá nos deparamos com hotéis lotados e caros.
Após cerca de uma hora de busca sem sucesso resolvemos voltar para Austria e nos hospedar na cidade de Lechaschau, que também tinha bastante hotéis, mas quase todos lotados, conseguimos então, as 20:00hs vaga no hotel Goldene Rose  ao preço de  ¢80,00/casal e café da manhã incluído.

P.S.: Soubemos mais tarde, ao retornarmos à Frankfurt, que a neve que havia caído nos Alpes fora surpresa até para os meteorologistas, pois ainda estávamos no outono. Para nós foi uma agradável surpresa.

Coordenadas do Hotel Goldene Rose: N47 29.345 E10 42.468


Bach a Lechaschau (Austria)


EveryTrail - Find the best hikes in California and beyond


Saindo do Wander Hotel em Bach - por enquanto só chovia.


Enquanto abastecíamos, nevava nas partes mais altas dos Alpes.


Resolvemos subir as montanhas em busca da neve. No começo a neve era pouca mas em instantes aumentou de intensidade e tudo a volta se tingiu de branco.



Pilotar devagar, limpar a viseira do capacete...


...e a bolha da moto era tudo que eu precisava fazer para manter a segurança naquela hora.



Finalmente chegamos à pequena vila de Boden.


A moto estava coberta de neve.



Hora de relaxar e curtir a neve que continuava a cair lá fora.
 


Mais tarde a neve deu uma trégua...


...mas um pouco antes da fronteira com a Alemanha, na cidade de Berwang ela voltou com força.




Dia 18/09/2011 (Domingo) - de Ramsen (Suiça) à Bach (Austria)


O café da manhã no Hotel Hirschen foi muito bom e variado, aliás como em todos os hotéis que pernoitamos durante a viagem. As 10:20hs iniciamos nosso trajeto em direção à Áustria, mais precisamente em direção da cidade de Bach, nos Alpes. Amanheceu chovendo, uma chuva leve, então colocamos nossas roupas de chuva e fomos para a estrada. Apesar do tempo chuvoso era bastante agradável pilotar pelas estradas do interior da Suiça.

As 12:20hs chegamos na cidade de Sankt Margrethen - fronteira Suiça/Austria. Paramos em um posto de gasolina para fazer um lanche, comprarmos algum "souvenir" e também adquiri o "toll sticker" pois neste país, assim como na Suiça, não existem pedágios e os veículos devem ter em local visível um selo (toll sticker) que lhes permitem rodar por determinado período nas rodovovias. Na Suiça paga-se 40 francos suiços, independente do período que você vai rodar no país, válido por um ano e na Austria compra-se o "toll sticker" baseado nos dias em que se pretende rodar por lá. Para rodar na Áustria eu comprei o de 10 dias (o mínimo) e paguei ¢7,90 pelo selo.  Na Áustria a multa por rodar em auto-estradas sem o "toll sticker" varia de ¢400 a ¢4.000,00, pagos na hora. Na Suiça, assim como na Áustria, segundo fui informado, a polícia fica a espreita nas rodovias próximas das fronteiras esperando motoristas incautos que não compraram o "toll sticker" para trafegar no país. Eu particularmente não fui parado em nenhum destes países pela polícia e também não ví nenhuma viatura policial ao longo das estradas com esta intenção. Quando entrei na Suiça parei, voluntariamente, pois achava que precisávamos carimbar nossos passaportes na entrada deste país, pelo fato de ele não pertencer a CE, porém isto não foi necessário mas o agente da migração me cobrou o "toll sticker" nesta hora, por sorte a moto que aluguei já veio com o selo 2011 para rodar pela Suiça.

A passagem pelo posto fronteiriço Suiça/Austria foi sem parada, a exemplo da maior parte dos países da zona do Euro (apesar da Suiça não fazer parte da Comunidade Européia). Eram 13:20hs quando adentramos a Áustria e a chuva (leve) ainda nos acompanhava desde que saímos do hotel. A partir daí foi mais uma sucessão de estradas e pequenas cidades de tirar o fôlego.

Dez minutos depois, ou seja, as 13:30hs chegamos na cidade de Dornbirn  onde iniciamos a subida dos Alpes propriamente dita. A partir deste ponto e a medida que subíamos o termômetro da Super Ténéré começou a mostrar a queda de temperatura, começamos a subida com 15ºC e chegou aos 3ºC, em apenas 57 kms rodados com uma variação de 1244mts de altitude. Não tem como descrever, mesmo com chuva, a beleza do trecho rodado nos Alpes Austríacos, são cachoeiras, túneis, pontes suspensas, enfim, só indo lá pessoalmente para apreciar a beleza daquele lugar.

As 15:15hs finalmente chegamos na cidade de Bach, na verdade uma pequena vila como tantas outras que passamos ao longo do dia. Nos hospedamos no Wander Hotel  que eu já havia selecionado anteriormente mas que não havíamos feito reserva. A diária ficou em ¢35,00 por pessoa (¢70,00/casal) com café da manhã, um quarto bem grande, inclusive com banheira que foi imediatamente utilizada pois estávamos congelando devido a chuva e o frio que encaramos até chegar alí. A noite jantamos no restaurante do hotel que oferecia um cardápio variado e com bom preço, tipo ¢7,00 ou ¢8,00 por pessoa.
P.S.: tinha internet "wifi" no hotel, porém free somente 30min., se quisesse mais tempo teria que pagar porém não me lembro o preço.

Coordenadas do Wander Hotel: N47 16.180 E10 24.199


Ramsen (Suisse) a Bach (Austria)


EveryTrail - Find hiking trails in California and beyond

Saindo do Hotel Hirschen

Amanheceu chovendo

Abastecendo antes de pegar a estrada - Ramsen (Suiça)

Sankt Margrethen - fronteira Suiça/Austria. Parada para comprar o "toll sticker".

Ao fundo fica o posto da fronteira entre Suiça e Áustria

Neunforn - Suiça

Iniciando a subida dos Alpes, após a cidade de Dornbirn (Áustria).

Temperatura caindo.

Mesmo com chuva a paisagem é bonita.

Descansando no hotel em Bach.

Preparando o roteiro do próximo dia.

Jantando no restaurante do Wander Hotel.